Relatórios de visitas do tipo “Web Analytics” são muitos bons para nos dizer “o quê” está acontecendo durante o processo de navegação dentro da loja virtual. Entretanto se faz necessário fazer “o porquê”, ou seja, descobrir realmente qual informação está chamando atenção do consumidor e principalmente o que pode estar desviando a atenção dele do foco principal.

Existem ferramentas no mercado que fazem rastreamento ocular durante um processo de compra. Esse exercício é realizado perante uma câmera que irá capturar a posição dos olhos de um usuário e as áreas onde os olhos ficam mais tempo focados acabam recebendo uma cor avermelhada e quanto mais intensa for o vermelho mais tempo o usuário focou sua visão neste local.

Com esses resultados é possível verificar se possivelmente a atenção desses usuários estão fora do contexto da compra virtual que é o foco final de uma loja. Muitas vezes simples alterações como, mudar a cor do botão comprar, dar opacidade aos demais elementos se a caixa de compra for do tipo flutuante irão aumentar a taxa de conversão de vendas.

Essas ferramentas podem ser incorporadas aos testes A/B. Elas conseguem se mostrar um possível problema de usabilidade sem a utilização de largas métricas quantitativas. Existem alguns sistemas de rastreamento ocular, entre os mais conhecidos estão http://www.feng-gui.comhttp://www.gazehawk.com. Os custos ainda são um pouco altos, porém dependendo da necessidade em dar um foco maior e ter um acerto melhorado durante o processo de compra, esse investimento pode ser do tipo que tenha seu custo x beneficio atrativo por que irá causar um aumento significativo das vendas convertidas.

 

Avalie este artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here