Como ter resultados com um blog empresarial

Logo que a internet começou a bombar, lá no começo dos anos 2000, a moda era ter um blog – e, depois de um tempo, um fotolog. Ele surgiu como alternativa modernosa para o diário pessoal e, de repente, com o alcance do universo on-line, todo mundo passou a achar que suas vidas eram dignas de figurar em posts desses sites. O fato de serem fáceis de criar e personalizar também ajudou nessa febre. Foi uma moda que atingiu muitas empresas, sequiosas para tirar algum proveito dessa tendência.

Mas a cara da blogosfera mudou muito. Muitos dos usuários de internet não se interessavam realmente por detalhes bobos do dia a dia de desconhecidos. Eles queriam informação de qualidade e com opiniões sólidas. Os escritores que não tinham isso deixaram de atualizar e, em um dado momento, desistiram de seus blogs – e graças a todos os santos, dos fotologs também.

Sobreviveram aqueles blogs de jornalismo – ou pessoas que gostavam de jornalismo –, fofoca, humor e todos que tinham identidade suficiente para manter seus leitores voltando por mais conteúdo. Os outros migraram para o microblogging do Twitter ou do Tumblr.

Mas e as empresas? O que fazer com um blog além de contar as novidades de sua marca? “O usuário entra na internet busca de informação através de conteúdo, notícias e interação”, afirma Thiago Sarraf da agência de marketing digital Pukis. “O blog evoluiu não para falar apenas da empresa, de suas conquistas, mas para utilizar o poder da informação.” Para Diego Monteiro, um dos criadores da metodologia do site de monitoramento de mídias sociais Scup, a adesão aos blogs tem sido menor. “A bola da vez agora são o Twitter e o Facebook, as redes sociais que estão na moda, e isso acaba se tornando o mais importante nas decisões de marketing das empresas”, afirma. Ainda assim, Monteiro acredita que dificilmente exista um cenário em que um blog não seja importante.

Resumindo: é possível ter um blog e conseguir resultados sem parecer datado ou egocêntrico demais. Basta trabalhar dois aspectos: o conteúdo e a interação. “O blog é uma ferramenta fundamental para conseguir SEO, isto é, para aparecer bem nos buscadores, como o Google”, diz Monteiro. “Ele também é importante para desenvolver conteúdos e interações profundas. Assim, o blog serve para uma marca estar presente nas buscas de seu público e quando ela precisa expor uma informação mais extensa.”

A loja virtual de móveis sustentáveis Meu Móvel de Madeira, de Santa Catarina, lançou o seu site em 2006, para depois, em 2010, criar o seu blog Minha Casa, Minha Cara. “Criamos a página para qualquer pessoa que se interesse por decoração, não só para nossos clientes”, afirma Ronald Heinrichs, diretor da loja. Ele parte do princípio de que o blog é um serviço disponibilizado para qualquer usuário da internet e desligado dos resultados de vendas da própria loja. “Essa criação de conteúdo agrega valor e traz mais simpatia à marca”, diz.

Na empresa, há uma pessoa responsável pela edição e publicação de todas as informações, sempre recebendo sugestões dos 15 colaboradores do próprio site. O Minha Casa, Minha Cara também propõe concursos e parcerias com universidades. Um deles pedia para estudantes de designer criarem propostas de biombos. O post foi “curtido” por 4.000 pessoas, e o projeto foi produzido pela empresa. O blog gera mais de 1.700 visitantes únicos por dia. Heinrichs ainda ressalta que a interação com as pessoas que comentam no blog acaba sendo mais profunda.

Ou seja, o blog ainda pode trazer grandes benefícios. A seguir, compilei oito dicas de como fazer essa ferramenta dar resultados para sua marca:

1) Utilize publicadores já existentes, como o WordPress e Blogger, em vez de criar um sistema novo. Prefira aqueles que já são utilizados por blogueiros parceiros.

2) Não faça do blog mais uma página comercial. Se for para veicular informações de algum produto ou novo serviço, sempre o faça de forma divertida e acrescentando conteúdo com intuito de informar, e não vender. Talvez um vídeo amador de algum consumidor satisfeito com o investimento feito ou alguma pesquisa que possa ser relacionada a algum deles.

3) Seja simples e prático. “O principal erro é investir muito em aplicações complicadas e design inovador e deixar o blog com pouca usabilidade”, afirma Monteiro. O pessoal está ali pela informação de qualidade.

4) Crie e mantenha interações. Monteiro exemplifica: “Exponha ideias de um novo produto e peça opiniões. Coloque dúvidas e problemas comuns como forma de antecipar o atendimento e reclamações”. Lembre-se também de sempre responder prontamente os comentários.

5) Informalidade é importante. O blog surgiu com essa característica, então se aproveite dela. “Escreva de forma dinâmica, trabalhe imagens e dê uma diagramação mais agradável”, diz Sarraf.

6) Referencie e consiga visitas. Preencha as categorias do post, faça referências a outros textos e links. Não esqueça também das tags ou palavras-chave. Tudo para que seus posts estejam bem posicionados nos sistemas de busca.

7) Seja constante e dedicado. Nunca comece muito empolgado, publicando diversos posts, e depois deixe o blog abandonado. Como qualquer rede, ele precisa de dedicação. É indicado que você tenha uma pessoa com experiência em comunicação – talvez um jornalista – para pautar o conteúdo de atualizações.

8 ) Monitore. Veja se seus posts estão rendendo visitas por meio de ferramentas como o Google Analytics. Veja quais assuntos fizeram mais sucesso e repita e inove a fórmula.

Fonte: PEGN

Como ter resultados com um blog empresarial
Avalie este artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here