Estratégias de Email Marketing: Email, solução ou problema?

Responda rápido: quantos emails não lidos há na sua caixa de entrada neste exato instante? A resposta varia muito, é óbvio, mas o fato é que cada vez mais pessoas estão se sentindo oprimidas pelo número avassalador de mensagens diárias. O email, que costumava ser visto como algo prático e facilitador no dia-a-dia profissional e pessoal, tem passado a ser encarado por muitos como fonte de ansiedade e frustração. A pergunta é: como lidar com isso? Ou talvez, mais relevante para o nosso contexto: como criar uma estratégia de email marketing que leve isso em consideração?

Qualquer um que já teve ansiedade, ou até medo, antes de abrir sua caixa de emails sabe do sentimento do qual estamos falando aqui. A cada nova checagem mais coisas para ler, mais pendências para resolver, mais pessoas cobrando respostas e mais e mais estresse acumulando. Pensando nesse problema alguns grupos tomaram iniciativas para ajudar a conscientizar os internautas sobre o uso inteligente do email, na esperança de diminuir um pouco dessa opressão digital.

Email, solução ou problema?

A última iniciativa nesse sentido foi do curador do TED, Chris Anderson, em um blog post que acabou gerando um movimento de mais de 45 mil assinaturas para propagar uma chamada revolução no uso do email. Esse movimento prega dez regras que em si só ajudariam a diminuir o tempo gasto diariamente com email e a frustração de ter constantemente centenas de emails não lidos.

Email, solução ou problema?

Dentre essas regras, as que interessam para profissionais do email marketing são as seguintes:

  • 1. Respeite o tempo do seu destinatário: quem tem centenas de emails para ler todos os dias ficará ressentido se optar por abrir a sua edição de email marketing e ver que ela na verdade não traz nada de relevante. Se o conteúdo não for relevante, a abertura do email será perda de tempo e é provável que da próxima vez sua edição nem seja aberta, ou pior, que o contato simplesmente se descadastre da sua lista.
  • 3. Celebre a clareza: em outras palavras, vá direto ao ponto. Isso inclui tanto assunto da mensagem quanto conteúdo. Seu contato tem poucos segundos para ler cada email, portanto nada de mistério, seja o mais claro possível.
  • 11. Torne o descadastro fácil: essa regra acabou não sendo incluída no manifesto final, mas acho que podemos concordar que é extremamente relevante, talvez a mais relevante, para quem trabalha com email marketing.
    Email, solução ou problema?

Vamos ajudar esse movimento e procurar reverter essa sensação de frustração das pessoas com o email. É nossa área de atuação afinal de contas e o que seria de nós, profissionais que trabalham com email marketing, se a figura do email passasse a ser somente associada à sentimentos negativos?

Fonte: Últimas do emailManager

Avalie este artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here