Black Hat 5 Estrelas

O Google puniu a loja Overstock por usar práticas desleais para que o site conseguisse um melhor posicionamento nas páginas de resposta  da sua ferramenta de busca, uma prática conhecida como Black Hat. A loja virtual aparecia em em posição privilegiada no topo dos resultados da busca orgânica na pesquisas feitas por inúmeras palavras-chave comuns, como laptops e aspiradores de pó, e foi rebaixada para a quinta ou sexta página de resultados após a investigação e penalização aplicada pelo Google segundo a redação do Wall Street Journal.

A gracinha da Overstock consistia em incentivar professores e alunos a publicarem links para o site da empresa nas páginas das universidades americanas para que recebessem descontos nas compras. Pode parecer inofensivo, mas para os profissionais do marketing de busca isso tem outro nome; Black Hat.

Os técnicos que dominam as técnicas de SEO – Search Engine Optimization sabem que sites que possuem em seu TLD a extensão “.edu”, são considerados mais relevantes pelos algoritmos do Google que determinam o posicionamento de um site nas páginas de resposta do buscador. O objetivo da empresa era o de conseguir o maior número possível de links “.edu” para conseguir um ranking melhor no Google. Quebrou a cara.

Black Hat deve ser punido

A diretoria da Overstock afirmou que interrompeu o programa em 10 de fevereiro, antes mesmo da investigação do Google sobre a tentativa de fraude. Patrick Byrne, CEO da Overstock declarou que “O Google deixou claro que esses links não devem interferir no algoritmo de buscas. Nós entendemos a posição do Google e fizemos as alterações necessárias para nos manter dentro das diretrizes da empresa”.

O Google não comentou o incidente, uma vez que as regra são bem claras em relação a manipulação de dados visando a obtenção de posições privilegiadas nas páginas de resposta do buscador. Um porta-voz da empresa afirmou que o Google se esforça para “entregar as informações mais relevante possíveis” e comentou que as tentativas não éticas de melhorar a posição no ranking de buscas acontecem frequentemente, mas o buscador possui tecnologia para identificar esse tipo de procedimento e classificá-lo.

O Google está certo em punir este tipo de atividade. Marketing digital é coisa séria e para gente e empresas honestas. Os “espertinhos” do mercado devem ser penalizados da pior forma possível. Uma delas é ser rebaixado no Google, um verdadeiro pesadelo.

Busca orgânica – O melhor do marketing digital

A busca por melhores posições na seção de busca orgânica da páginas de resposta se transformou em uma verdadeira obsessão, como temos relatado em nossos cursos sobre marketing digital e otimização de sites para ferramentas de busca, mas para tudo há um limite. Essa estratégia deve seguir as normas éticas do mercado e as regras estabelecidas pelos buscadores, caso contrário, configura-se a prática de Black Hat que é severamente punida pelas ferramentas de busca como o Google, Yahoo e Bing.

Esta é a segunda vez em duas semanas que o Google pune uma empresa por prática de Black Hat. A gigante do varejo americano, JC Peney, também foi punida e foi rebaixada em várias palavras-chave, por ter classificadas como Black Hat algumas estratégias para conseguir melhores colocações no Google.

Avalie este artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here