E-commerce: Não Basta Querer!

Apenas “Querer” ter um e-commerce não é motivo suficiente para entrar no mundo digital. A empresa tem que estar preparada para a revolução que o comércio virtual irá provocar.

Eu sempre ouço das pessoas: “Eu quero ter um e-commerce”, “Eu quero ter minha propria loja virtual”. Acredite, não basta querer. É preciso entender toda a revolução que isso vai trazer para o seu negócio e para a sua vida.

As motivações tem que ser ligadas a inovação, desejo de crescimento, divulgação de marca etc e não a declaração que mais tenho ouvido das empresas que me contratam para projetos de e-commerce: ” Quero ter um e-commerce porque meu concorrente já tem!”.

Em primeiro lugar: se o seu concorrente já tem , você já esta atrasado! já perdeu vendas e sua marca já desvalorizou no minimo 10%.

Segundo: a sua loja virtual tem que ser tratada como mais uma unidade de negocio da sua empresa, mais uma loja, uma filial! e não um lugar para jogar apenas estoque parado ou mercadorias de devolução, mesmo que isso possa ser feito não deve ser o objetivo da loja virtual.

Comece preparando um Plano de Negócio, você vai se surpreender com as possibilidades de faturamento e retorno financeiro, ou não!

Há algum tempo fui contratada para um projeto de e-commerce onde as motivações estavam totalmente equivocadas , hoje eu vejo que deveria ter alertado a todos sobre isso, o plano de negocios apontou que o investimento seria alto mas o retorno para a marca e o retorno seriam muito bons. Mas, o Diretor de vendas ( que era o responsavel pelo e-commerce ) disse que, queria ter uma loja virtual porque todo mundo tem e porque o seu maior cliente comprava quase toda a sua produção vendia pela internet e era um sucesso e que ele queria isso também.

Durante a fase de construção do projeto loja virtual, as motivações erradas foram tomando conta de todo o entusiasmo que um projeto desse tipo promove dentro de uma empresa. e depois de 4 meses chegamos a conclusão que a empresa não estava “preparada” para ter um e-commerce. Isso mesmo! não estava preparada.

Era uma multi nacional, com produtos fantásticos, uma marca reconhecida pelo publico e ótimas vendas para outras lojas, mas a motivação sobre a loja virtual estava errada.

Eles queriam uma loja virtual melhor do que o concorrente, mas não queriam pagar por isso. Eles queriam faturar com a loja virtual, mas o que faturavam no momento já estava muito bom. Eles queriam lançar novos produtos pela internet, mas a fabrica não estaria preparada para produzir mais para a loja virtual. Eles queriam ser diferentes, mas não queriam ser iguais aos outros.Eles queriam, mas isso não basta!

A conclusão do Presidente da empresa:

“Nós fazemos muito bem o que fazemos, não somos uma empresa de T.I. para ter loja virtual, isso dá trabalho e teremos que ter gente dedicada a isso. A Loja virtual poderá ser a nossa maior fonte de renda no próximo ano, e isso vai acabar com os nossos clientes, que vêm até nossa fabrica comprar nossos produtos. Não queremos isso.”

Um projeto lindo, jogado no lixo. Meu conselho: Faça um plano de negócio bem elaborado, perca todo tempo que for preciso nisso, porque talvez você identifique que não é hora ( ainda ) de se aventurar nas vendas online. E nada há de errado nisso.

Você vai trabalhar 24 horas por dia (loja virtual nunca fecha), você vai vender mais do que planejou (se fizer um otimo Business Plan), sua loja virtual pode ultrapassar as vendas da sua loja fisica (as vezes isso não é confortável para sua estratégia).

Se você dispõe de 60 minutos para cortar uma árvore, passe 45 amolando o machado?! Planeje e descubra , se você só quer uma loja virtual ou se você quer mesmo um e-commerce.

Não basta apenas querer!

Fonte: Oficina da Net

Avalie este artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here