Recursos em sites de e-commerce podem aumentar fidelidade dos consumidores

Uma pesquisa recente identificou recursos nos sites de comercio eletrônico que podem ajudar a elevar a fidelidade dos consumidores à compra pela Internet. O estudo confirmou que recursos de personalização e conteúdo rico nos sites são essenciais para estabelecer a lealdade ao site

Mais de 1.600 consumidores on-line classificaram várias funcionalidades presentes em sites de comércio eletrônico que influenciam suas decisões de compras na Internet e também os fazem retornar aos sites futuras compras. A lista dos recursos, classificada da maior para a menor relevância, que afetam positivamente a fidelidade do consumidor on-line é a seguinte:

1. Imagens de produtos claras e detalhadas;
1. Busca rápida e eficiente;
2. Visão avançada dos produtos (360 graus, cores disponíveis, zoom, etc.)
2. Capacidade de personalizar produtos on-line (por exemplo, ver a roupa em alguém do mesmo tamanho);
3. Resenhas de outros usuários do produto;
4. Permitir que o site reconheça o consumidor;
5. Permitir que o site se lembre das informações de cobrança e envio do consumidor.

A pesquisa, realizada pela Limelight Networks, constatou que os consumidores que fazem compras on-line com mais frequência – definidos como aqueles que fazem compras além dos períodos de Natal, que fazem compras on-line mais de uma vez por mês – classificam o conteúdo rico e dinâmico como extremamente ou muito importante para que eles decidam ficar, comprar e retornar ao site. Além dos recursos multimídia citados na lista anterior, os consumidores on-line assíduos também mencionaram demonstração em vídeo de montagem, instalação e uso dos produtos, além de depoimentos gravados de outros usuários.

Os consumidores que fazem compras on-line frequentes também ressaltaram que, além de lembrar informações pessoais, de cobrança e remessa, seria interessante que os sites também apresentassem recomendações de produtos com base nos itens que foram comprados.

Fonte: PagPedia » Blog

Recursos no e-commerce e fidelidade dos consumidores
Avalie este artigo