Por Maria Fernanda Lacerda Pereira

Que a web é feita por pessoas e para pessoas ninguém duvida. Para conseguir extrair informações e encontrar ferramentas úteis ao desempenho profissional, no entanto, é preciso persistência e trabalho duro.

Ao conectar pessoas, as redes sociais proporcionam divulgação gratuita e capacidade de exposição positiva muito superior ao tempo em que contratar uma pessoa restringia-se a uma entrevista e um currículo.

Os contatos pessoais e/ou profissionais nas redes sociais são as próprias recomendações do indivíduo. O seu comportamento, hobbies e preferências encontram-se, inevitalmente, entre as informações do Facebook, Orkut, Linkedin, Blogs e outros.

Eu não abdicaria desta oportunidade de consultar informações extras e gratuitas ao contratar uma pessoa. Esta é uma chance que outras gerações não tiveram e que nós precisamos saber aproveitar. No currículo de um editor de blogs, por exemplo, nem sempre estará explícita esta informação, que pode ser muito conveniente para áreas relacionadas à tecnologia.

Confira alguns dados da HSM Management sobre o assunto:

  • 21% das empresas brasileiras afirmaram utilizar redes sociais nas contratações.
  • O Brasil lidera este ranking das empresas que mais usam as redes sociais para contratar, estando na frente de Espanha, Itália, Holanda – entre outros países pesquisados.
  • As redes sociais mais voltadas para a área profissional e de networking são Linkedin e Plaxo.

Alguns cuidados para o candidato ao utilizar tais ferramentas: não utilizar informações demais; não confundir informações pessoais com profissionais; cuidado com a imagem a ser passada; veracidade das informações; percepção das redes sociais como meio complementar na busca profissional.

Para as empresas, é importante debater o assunto e alinhar estratégias de análise que considerem as informações importantes e descartem o resto. Por ainda não ser utilizado em muitas empresas, este método é barato para as pequenas empresas, mas exige um método pré-estabelecido e um analista que entenda da área.

Dúvidas ainda? Entre em contato.

Abraços! (E curta nosso Facebook!)

Avalie este artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here