Visa anuncia planos para acelerar a migração para a tecnologia de chip e a adoção de pagamentos móveis

A Visa Inc.anunciou hoje seus planos para acelerar a migração para a tecnologia de chip EMV com e sem contato nos Estados Unidos. A adoção dessa tecnologia de chip de interface dupla ajudará a preparar a infraestrutura de pagamentos dos EUA para a chegada dos pagamentos móveis baseados na tecnologia NFC, construindo a base necessária para a aceitação e o processamento das transações com chip realizadas no ponto-de-venda mediante assinatura ou senha pessoal.

Além de acelerar a chegada de inovações na área de pagamentos móveis, a autenticação dinâmica viabilizada pela tecnologia de chip também deve aumentar a segurança dos pagamentos. Com a tecnologia de chip, as chances de um criminoso usar dados roubados diminuem bastante, uma vez que ela introduz valores dinâmicos a cada transação. Ainda que os dados do cartão sejam comprometidos, o criminoso não consegue usar um cartão falsificado no ponto-de-venda sem a presença dos elementos presentes unicamente no cartão original. Quando reduzimos a autenticação estática, os dados de portadores de cartão furtados pelos criminosos passam a ter um valor menor, beneficiando todos os stakeholders.

O plano da Visa para incentivar a adoção da tecnologia chip com autenticação dinâmica nos EUA inclui três iniciativas:
• Expansão do Programa de Inovação Tecnológica aos Estabelecimentos Comerciais dos EUA
A partir de 1º de outubro de 2012, a Visa expandirá seu Programa de Inovação Tecnológica (TIP, na sigla em inglês) para os EUA.
• Construção de uma Infraestrutura de Processamento para a Aceitação da Tecnologia de Chip
Os fornecedores de serviço de processamento e subprocessamento de adquirentes dos EUA deverão estar aptos a dar suporte à aceitação de pagamentos com chip nos pontos-de-venda até no máximo 1º de abril de 2013.
• Mudança na Responsabilidade pelo Uso de Cartões Falsificados
Nos EUA, a Visa pretende instituir uma mudança na responsabilidade pelas transações realizadas no ponto-de-venda (PDV) com a presença física de um cartão doméstico ou internacional falsificado.
Conforme a infraestrutura de pagamentos no ponto-de-venda for evoluindo da tarja magnética estática para os dispositivos inteligentes, como os cartões com chip EMV e os celulares baseados em NFC, também é fundamental que os portadores de cartão tenham a certeza de que conseguirão realizar transações de pagamento convenientes, seguras e confiáveis em ambientes sem a presença do cartão. Assim, a Visa está criando uma nova carteira digital, dotada da funcionalidade “clique para comprar” e que suporta a autenticação dinâmica em vários canais, incluindo o comércio eletrônico. A Visa também continuará aprimorando suas ferramentas de detecção de fraude baseadas em rede, como o Visa Advanced Authorization e alertas de transação enviados ao portador do cartão, para complementar os métodos de autenticação dinâmica e baseada em riscos. Como sempre, a eficácia da prevenção às fraudes é resultado de várias camadas de segurança.
imagem: Images_of_Money

Fonte: PagPedia » Blog

Visa anuncia planos para acelerar a migração para a tecnologia de chip e a adoção de pagamentos móveis
Avalie este artigo