Pesquisa sobre o e-commerce de moda no Brasil

Pesquisa sobre o e-commerce de moda no BrasilA rede social focada em moda, byMk, apresentou um estudo sobre as tendências do e-commerce, e os hábitos dos consumidores no segmento de moda online no brasil. A pesquisa contou com a participação de 1.193 usuários cadastrados em sua plataforma.

O estudo revelou certo ceticismo dos consumidores com este mercado. Do total, 25% dos entrevistados afirmaram que dúvidas relacionadas ao caimento, e modelo da peça, é um entrave para comprarem no segmento de e-commerce de moda.

Para o especialista em marketing digital, Natan Sztamfater, a falta de um padrão entre as marcas que atuam no mercado brasileiro influenciou diretamente neste resultado, dificultando o progresso deste âmbito do e-commerce.

“Existe uma grande dificuldade com relação à padronização e medidas do vestuário, pois cada marca tem a sua medida. Com isso, a pessoa não sabe mais qual é o seu tamanho”. Afirma Sztamfater.

Outro fator impactante na rejeição, é a desconfiança em uma possível devolução da mercadoria, causa de desistência por parte de 21% destes consumidores.

“A devolução também está ligada à falta de padronização dos tamanhos. Quem compra errado, já não sabe se poderá devolver a peça”, afirma Sztamfater.

Ainda de acordo com o estudo, 12% das pessoas não compram por desconhecerem suas medidas, o que mostra que este mercado tem muito o que evoluir.

A segurança foi lembrada por 21% dos entrevistados, dado que perderá a relevância na medida em que cresce a confiança dos consumidores em pagar suas compras via cartão, explica Sztamfater.

Dos itens comprados pelos internautas da byMk, 21% compram roupas; 30%, maquiagem; 16%, joias; 26%, acessórios; 19%, calçados; e 9% adquirem peças de lingerie e praia.

Recentemente a rede social fechou uma parceria com o clube de compras Privalia, que fará promoções de seus produtos diretamente em seu perfil oficial na byMk.

Avalie este artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here