Como fazer uma análise de loja virtual

Saber como fazer uma análise de loja virtual pode ser o primeiro passo para aumentar as vendas de um negócio já existente e também para que está fazendo seu projeto.

Muitos micro e pequenos empresários não têm acesso a algum tipo de assessorias como consultores ou empresas especializadas, que fazem o trabalho de analisar o empreendimento digital e apontar os possíveis erros e as possíveis soluções.

Porém, é possível começar esse processo sozinho. Fazer uma análise do seu e-commerce é mais simples do que você imagina: basicamente, basta se colocar no lugar do cliente.

Como fazer a análise de uma loja virtual é justamente experimentar a experiência durante todo o processo de compra, este é um procedimento fundamental.

Neste artigo vamos mostrar como fazer uma análise de loja virtual do ponto de vista de usabilidade, mas ao final, daremos também uma indicação sobre a análise do ponto de vista da plataforma de e-commerce em si.

Checklist para fazer uma análise de loja virtual

Veja alguns itens que podem te ajudar a fazer uma análise de sua loja virtual, de uma forma profissional, e pontuar problemas e orientar com melhorias.

A lista não elimina a necessidade de um especialista para ajudar a avançar no futuro, mas é um ótimo começo, já que funciona como um verdadeiro checklist de um e-commerce de sucesso, do ponto de vista de usabilidade.

1 – O seu cliente sabe exatamente onde está?

Quando seu cliente está navegando na sua loja, e ela possui várias categorias e subcategorias, é fundamental demonstrar em que seção ele se encontra.

Isso deve ser feito com títulos, sub-cabeçalhos ou um indicador de caminho também conhecido como Breadcrumb, como no exemplo abaixo.

Home >> Categoria >> Subcategoria >> Produto.

Além de facilitar a navegação em sua loja virtual, os também auxiliam no trabalho de SEO para e-commerce, criando links internos.

2 – Seu cliente consegue filtrar suas pesquisas com facilidade?

Quando o internauta procura um item para comprar, alguns fatores podem ser mais importantes que outros, dependendo da pessoa, dos seus objetivos e do produto escolhido.

Preço, tamanho, cor, mais comprados e fabricante são só alguns exemplos de filtros que devem estar disponíveis para seu usuário ficar à vontade e se decidir.

3 – Seu cliente consegue ver todos os produtos de uma subcategoria ao chegar nela?

A menos que você tenha mais de 100 produtos em uma sub-categoria, é interessante que o usuário possa ver todos eles em uma página só.

Está provado que aqueles números abaixo da lista irritam e fazem com que os produtos da última página sejam prejudicados.

4 – Seu cliente tem acesso à disponibilidade real daquele produto?

Outro ponto importante diz respeito à disponibilidade do produto. Imagine o seguinte: seu cliente está comprando um tênis e encontrou aquele que ele sempre quis.

O site fez o serviço certinho e ele foi convencido a fechar a compra. Na hora de registrar o tamanho, o cliente descobre que aquele tamanho não está disponível.

Pense só, não importa o que você faça depois disso, a melhor experiência de compra que você poderia proporcionar aos seus clientes já desceu pelo ralo e o sentimento de alegria se transformou em decepção.

Como Fazer Uma Análise de Loja Virtual

5 – Seu cliente precisa clicar quantas vezes até ter alguma informação sobre o produto?

Essa história de não colocar o preço na primeira página ou deixar as informações somente na página especifica do produto também é um tiro no pé.

É preciso aproveitar os espaços com sabedoria; uma ideia é sempre ter uma descrição curta próxima às fotos na vitrine e nas categorias principais, isso facilita muito na hora da compra.

6 – Seu cliente consegue encontrar e utilizar a ferramenta de pesquisa?

Ter uma ferramenta de pesquisa visível é primordial para aqueles clientes que não gostam de ficar passeando por toda a loja e desejam ir direto ao ponto.

Verifique se ela está bem situada, de preferência na parte superior direita, e se funciona de maneira rápida e eficientemente.

7 – Seu cliente consegue ver detalhes do produto?

Outro aspecto importante na hora de fazer uma análise de loja virtual diz respeito às fotos de produtos, um dos maiores argumentos de compra no comércio eletrônico.

As imagens devem estar em ótima qualidade, ser criadas por profissionais, com opção de zoom de duas ou três vezes. Para saber mais sugerimos que você leia o nosso artigo sobre A Importância das Fotos no E-commerce.

8 – Seu cliente tem acesso a todas as informações necessárias para fechar a compra?

Exemplo rápido: ao buscar um apoio para notebook, ele encontra todas as especificações – vale para netbook? Quais as dimensões? Como é o uso?

Antecipe-se às dúvidas de seus clientes e deixe as informações muito claras nos detalhes do produto.

9 – Seu cliente sabe as opções de entrega que temos, desde o início?

O cliente precisa saber as opções de entrega desde o início do processo de compra, bem como os prazos. A entrega expressa é uma ótima opção para atrair mais clientes e aumentar suas vendas.

Funciona assim: você delimita uma área da cidade e proximidades que poderá atender por moto ou pequenos veículos, calcula o preço desta comodidade e oferece a opção ao cliente.

10 – Seu cliente recebe mensagens por e-mail com informações sobre o pedido?

Seu cliente deve receber uma mensagem com o resumo de toda a negociação assim que finalizá-la. Depois, a cada movimento, ele deve ser avisado.

Por exemplo: se o financiamento foi aprovado ou se a mercadoria está a caminho. Este procedimento ajuda na fidelização. Implante.

Como fazer uma análise de loja virtual envolve outros parâmetros além da usabilidade, recomendamos que você leia também um outro artigo, sob o título Como Escolher Uma Plataforma de E-commerce.

Agora que você já sabe como fazer uma análise de loja virtual, é só seguir estes passos para chegar à sua conclusão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here